sexta-feira, 9 de fevereiro de 2018


"Teus filhos não são teus filhos
São filhos e filhas da vida, anelando por si própria
Vêm através de ti, mas não de ti.
E embora estejam contigo, a ti não pertencem.
Podes dar-lhes teu amor mas não teus pensamentos, pois eles têm seus pensamentos próprios.
Podes abrigar seus corpos, mas não suas almas.
Pois que suas almas residem na casa do amanhã,
Que não podes visitar se quer em sonhos. Podes esforçar-te por te parecer com eles, mas não procureis fazei-los semelhantes a ti,
Pois a vida não recua, não se retarda no ontem.
Tu és o arco do qual teus filhos, como flechas vivas, são disparados...
Que a tua inclinação na mão do Arqueiro seja para alegria."


Khalil Gibran





E, a pedra filosofal, de António Gedeão


Boa-noitinha .

Sem comentários:

Enviar um comentário